PAPO NO PESCOÇO – BÓCIO | Tipos, Causas, Exames

Foto bócio

Bócio é qualquer aumento do volume da tireóide (glândula que fica na parte anterior do pescoço; também conhecida como escudo do pescoço, pela sua localização), que pode ser difuso (aumento de toda tireóide) ou localizado em um lobo

CLASSIFICAÇÃO:

  1. Bócio atóxico ou não tóxico
  2. Bócio nodular:

- uninodular atóxico e tóxico

- multinodular atóxico e tóxico

  1. Bócio difuso com nódulos

No texto abordaremos cada tipo para facilitar o entendimento, antes temos que ter em mente alguns termos:

    • Bócio atóxico/não tóxico: é o aumento da glândula da tireóide sem o aumento da sua função;
    • Bócio tóxico: é o aumento do volume da tireóide com aumento de sua função

BÓCIO DIFUSO ATÓXICO / NÃO TÓXICO / BÓCIO SIMPLES:

É o aumento global da tireóide sem ter manifestações clínicas de hipotireoidismo (diminuição da função da tireóide) ou hipertireoidismo (aumento da função da tireóide)

Ao exame médico: a tireóide encontra-se aumentada em toda sua extensão (bócio difuso de consistência firme, elástica e superfície lisa.

Ao exame histopatológico: revela aumento difuso das células foliculares (um tipo de célula que compõem a glândula).

CAUSAS:

  • Deficiência de iodo (bócio endêmico)
  • Alterações hormonais (exemplo as que ocorrem durante a gravidez)
  • Substâncias bociogênicas (que estimulam o aumento da tireóide, como por exemplo, o repolho, nabo, couve, soja e lítio

BÓCIO DIFUSO TÓXICO:

É o aumento difuso da tireóide (bócio), com manifestações clínicas de hipertireoidismo, ou seja, a glândula começa a produzir muito hormônio e jogar na corrente sanguínea agindo em vários órgãos do corpo.

Ao exame médico: pode notar o aumento da glândula, além de sopro sistólico sobre a tireóide.

BÓCIO UNINODULAR ATÓXICO:

Como o próprio nome diz, remete ao aparecimento de um único nódulo na tireóide sem sinais ou sintomas de hipotireoidismo ou hipertireoidismo.

BÓCIO UNINODULAR TÓXICO (DOENÇA DE PLUMMER):

É a presença de um único nódulo na tireóide com sinais e sintomas de hiperfunção da tireóide (hipertireoidismo).

BÓCIO MULTINODULAR TÓXICO E ATÓXICO:

Consiste na presença de dois ou mais nódulos, em que seus limites geralmente são imprecisos com presença de hipertireoidismo (bócio multinodular tóxico).

Os pacientes com bócio multinodular atóxico não possuem sintomas, mas sim o aumento da tireóide (formação de uma elevação na frente do pescoço), tendo um aspecto desagradável e não muito estético (relato de muitos pacientes).

BÓCIO DIFUSO COM NÓDULOS:

Geralmente é observado na fase inicial do bócio multinodular.

BÓCIO MERGULHANTE:

É uma alteração rara da glândula tireóidea que geralmente acomete mulheres acima de 60 anos de idade.

A tireóide com aumento de seu tamanho pode infiltrar pela parte superior do tórax, causando dispnéia (dificuldade para respirar), disfagia (dificuldade para engolir), além de comprimir outras estruturas, como os vasos sanguíneos.

DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL DOS BÓCIOS:

  • Câncer da tireóide;
  • Cistos;
  • Tireoidites (inflamação da tireóide).

EXAMES COMPLEMENTARES:

  • Dosagem de T3, T4 e TSH (são hormônios relacionados com a função da tireóide).
  • Dosagem de anticorpos antireoidianos.
  • Ultrassonografia do pescoço (excelente exame para avaliar a anatomia dos nódulos).
  • Captação de iodo e cintilografia (avaliam o funcionamento da tireóide).
  • Biópsia por Punção Aspirativa com Agulha Fina (PAAF), com histopatológico (exame que estuda o tecido), sendo o melhor exame para diferenciar doença benigna e maligna.

COMPROVAÇÃO DIAGNÓSTICA:

Consiste na clínica do paciente + dosagem hormonal associado ao exame de imagem e, em alguns casos, utiliza a biópsia.

COMO CUIDAR DO PACIENTE:

Depende inicialmente da avaliação funcional e anatômica da tireóide.

A cirurgia fica reservada para o bócio de grande volume ou que esteja provocando compressão traqueal e/ou esofágica, causando consequentemente dificuldade para respirar (dispnéia) e dificuldade para engolir (disfagia).

CONSIDERAÇÕES FINAIS:

A suplementação de iodo no sal de cozinha diminuiu o bócio endêmico no Brasil. O Ministério da saúde através da Portaria nº 1806 de 24 de Outubro de 1994 orienta que o sal só será considerado próprio para o consumo humano com teor igual ou superior a 40mg até o limite máximo de 60mg de sódio por kg de sal.

A ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) quer reduzir a quantidade de iodo no sal brasileiro, inclusive publicou no dia 07/07/2011 essa proposta, alegando que o consumo excessivo de iodo possa aumentar os casos de tireoidite de Hashimoto (doença que leva ao quadro de hipotireoidismo – diminuição da função da tireóide) no paciente.

Bócio que aparece durante a gravidez e na puberdade não necessita de tratamento, desde que se faça o acompanhamento da função da tireóide.

A maioria dos nódulos da tireóide são benignos, mas o rápido aumento de um nódulo deve levantar a suspeita de transformações malignas, devendo procurar o médico o mais rápido possível.

Espero que as informações aqui contidas possam ajudar o leitor de alguma forma, sendo que o objetivo principal do MedFoco é facilitar o entendimento do tema abordado. Tentei o máximo expor as palavras técnicas com suas respectivas traduções.

Autor(a): 

Médico formado pela Faculdade de Medicina de Valença-RJ.

Dúvidas serão respondidas apenas em nosso FORUM, entre e faça sua pergunta.

 

11 Comentários para “PAPO NO PESCOÇO – BÓCIO | Tipos, Causas, Exames”

  1. amanda figueiro disse:

    Olá boa tarde doutor.
    Tenho a doença de plummer, acabei de saber pela cintilografia, tenho muitos sintomas devido a o hipertiroidismo, passo muito mal, e ainda por cima as medicações me dão muita reação, tenho um bócio do lado esquerdo consideravelmente volumoso, meu médico optou pela cirurgia para a retirada desse bócio devido a esse fato e também por ele ser hipercaptante e estar causando o hipertireoidismo.
    Gostaria de saber se é seguro essa cirurgia e qual a taxa de cura???
    Att

  2. tereza disse:

    Me desculpe Dr:Eduardo esqueci d dizer que tenho 57 anos,e o nódulo da tireoide que esta aumentado é do lado direito.Um abraço, Tereza.

  3. tereza disse:

    Dr:Eduardo Machado de Carvalho,porque eu não tomo nenhum medicamento para esse problema de tireoidismo(com nódulos)que tenho.Faço vários exames(ultrason)para ver se aumentou ou não o tamanho dos nódulos é só.Não entendo,me responda por favor?Desde já agradeço pela atenção. Tereza.

  4. neuza disse:

    obrigada,muito esclarecedor tirei minhas dúvidas.

  5. katia disse:

    Boa tarde, minha mae tem a tireoide aumentada para 65,5 cc e o hormonio da tireoide esta normal , quando devia estar baixo.. porque isso acontece…

  6. maria manuela disse:

    ola..tenho 60 anos..em 2010 diagnosticaram-me uma alteraçao na tiroide,,bocio multinodular..com calcificaçoes..e nodulos com bastante significativo tamanho..fizeram me uma punçao que foi para analize que deu negativo para cancerismo…nao me deram medicação alguma..em 2012 fiz de novo outra radiografia que mostrou alteraçao no tamnaho de um dos nodulos…o medico de aldeia onde vivo agora..olhou e disse que estava tudo ok…continuo sem medicaçao para este problema…isto inclui alguns riscos se nao for tratado?? gostaria que me respondese para o meu email…obrigado

  7. Maria Inês Corrêa Machado disse:

    Boa tarde.
    Minha filha tem 23 anos e apareceu de um dia para o outro um “papo”, estou muito preocupada. Ela faz faculdade e trabalha, está numa fase de muito estresse. Não sei o que fazer, moro em Florianopolis. Ela fez um exame hoje da tireóde. Qual médico ou médicos devo consultar?
    Grata desde já.
    Grata pela informação, ela está bem explicativa para uma pessoa leiga como eu. Que Deus abençoe mais e mais o seu trabalho.

    Maria inês

  8. carolina disse:

    tenho uma volta grossa no meu pescoço fiz exame de treoide o medico dis que eu mao tenho o que pode ser

  9. Naicle Verissimo disse:

    Obrigada, me ajudou muito pois acabei de fazer a cirurgia do lobo direito da tireoide.

Deixe seu Comentário