MODIFICAÇÕES NO ORGANISMO MATERNO

Organismo materno

As modificações que ocorrem no organismo das mulheres quando estas estão grávidas são devido a uma série de fatores hormonais e mecânicos e podem ser sistêmicas ou alterarem apenas genitais.

 

 

Modificações Gerais:

1.    Postura e Deambulação (caminhar):

É comum as gestantes modificarem sua postura, isto ocorre antes mesmo do útero aumentar seu volume. Há aumento das mamas e da barriga, surge também a lordose fisiológica (normal) da gravidez, a coluna adquire uma curvatura excessiva para dentro, gerando dores nas costas.

A mulher modifica também seu caminhar, sendo este chamado de marcha anserina, se referindo a forma com que os gansos andam. Tal modificação também ocorre na tentativa de sustentar o peso que carrega na barriga.

2.    Sistema Cardiovascular:

Gestantes geralmente apresentam freqüência cardíaca aumentada (número de vezes que o coração bate por minuto), porque existe um maior volume de sangue e este precisa ser bombeado para todo o corpo.

3.    Sistema Sanguíneo:

Ocorre também uma anemia fisiológica (normal) da gravidez, já que ocorre primeiramente um aumento da parte líquida do sangue, e só depois há aumento das células, ficando, portanto o sangue mais diluído.

4.    Sistema Urinário:

Muitas gestantes queixam-se de sentir vontade de urinar muitas vezes ao dia, isto não é devido ao volume urinário que aumenta, ao contrário existe grande reabsorção de água pelo organismo materno. O que ocorre é que a capacidade da bexiga diminui, já que o útero quando aumentado, tende a comprimi-la.

5.    Sistema Respiratório:

Pelo fato de haver grande reabsorção de água pelo organismo materno, a mulher torna-se edemaciada (inchada), e isto ocorre também no nariz, por isso é comum as gestantes reclamarem de congestão nasal (nariz entupido)

Há também hiperventilação fisiológica da gestação, ou seja, a mulher passa a inspirar e expirar mais vezes por minuto, do que quando não estava grávida.

6.    Sistema Digestivo:

É muito comum no início da gestação haver náuseas (enjôos) e vômitos, denominado hiperêmese gravídica.

Pode ocorrer também pirose (queimação, azia) e constipação intestinal (intestino preso), já que existe um hormônio em alta durante a gestação, chamado progesterona, este é responsável pelo relaxamento dos órgãos, por isso pode haver também refluxo, devido ao esfíncter esofágico (estrutura que impede o suco gástrico de atingir o esôfago) estar relaxado, ocasionando também diminuição do peristaltismo, movimento responsável por levar o alimento através do tubo digestivo, causando assim o “intestino preso”.

7.    Pele:

É comum haver o aparecimento de estrias no abdome e nas mamas, devido ao rápido aumento dos mesmos.

Pode haver também o escurecimento da linha do centro do abdome, (chamada linha Alba), da vulva (parte externa da vagina), das aréolas mamárias e da face (cloasma)

Modificações Genitais:

Há modificação na coloração da vulva, que se torna mais avermelhada, também torna-se inchada e amolecida.

O útero é talvez o órgão que mais sofre alterações durante toda a gestação, pois é ele responsável por abrigar agora um “corpo estranho”, sofrendo modificações em sua consistência, forma, volume, capacidade, posição, peso e espessura.

A maioria das modificações maternas volta ao que era antes da mulher engravidar, já que estas se relacionam a presença do hormônio da gestação, a progesterona.

Dúvidas serão respondidas apenas em nosso FORUM, entre e faça sua pergunta.

 

Deixe seu Comentário

Faça seu login para comentar clique aqui.