FISSURA ANAL

Fissura anal

A fissura anal é uma ferida, ou um corte doloroso no revestimento do ânus. O ânus é a abertura através da qual saem às fezes do corpo. As fissuras geralmente ocorrem dentro dessa abertura.

Causas:

  • Esforço ao evacuar;
  • Fezes grandes, ressecadas ou duras podem machucar o revestimento do ânus, após sua passagem durante a evacuação;
  • Diarreia frequente ou irritação do ânus e do reto também podem causar uma fissura.

Fatores de risco:

Um fator de risco é algo que aumenta a sua chance de ter um problema de saúde ou uma doença

Os fatores de risco para uma fissura anal são:

  • Prisão de ventre;
  • Evacuação forçada;
  • Cirurgia anal anterior, que pode criar cicatrizes e diminuir a elasticidade do tecido;
  • Diarreia crônica.

Sinais e Sintomas:

Os sintomas de uma fissura anal são semelhantes aos de outros problemas mais graves

Portanto, você deve consultar um médico se tiver estes sintomas

  •  Dor durante e após a evacuação;
  •  Sensação de queimação durante a evacuação;
  •  Sangramento na evacuação;
  •  Sangue no papel higiênico ou no vaso sanitário;
  •  Coceira no ânus;
  •  Pequena quantidade de muco nas fezes.

Diagnóstico:

O médico lhe perguntará sobre os seus sintomas e histórico médico. Ele também fará um exame físico. A área anal será examinada, o que envolve o seguinte:

O médico irá afastar as nádegas. Isso geralmente deixa o ânus visível o suficiente para que sejam vistas as fissuras. Se as fissuras persistirem por três meses ou mais poderá ser detectado outras mudanças. Essas mudanças podem incluir uma proeminência, tecido de granulação ou descoloração branca do tecido conjuntivo em torno da fissura.

Se a dor permitir, o médico poderá realizar:

  • Exame retal digital – o médico insere um dedo lubrificado no ânus e verifica se há saliências ou anormalidades;
  • Anuscopia – um instrumento é inserido no ânus para permitir que o médico examine o canal anal.

Observação: os pacientes frequentemente não conseguem tolerar esses exames adicionais sem anestesia até que a fissura seja curada.

As fissuras geralmente ocorrem em locais previsíveis em torno do ânus. Se houver vários cortes ou um corte em local incomum, o médico poderá solicitar outros exames para verificar se há outros problemas.

Tratamento:

O tratamento visa à cura do corte e à prevenção de futuros problemas anais. Aproximadamente metade de todas as fissuras se cura por conta própria ou com o autocuidado. As fissuras recentes são mais fáceis de curar do que as que persistiram por mais de três meses.

Entre os tratamentos estão:

Autocuidado:

Para promover a cura evite fezes duras e secas:

  •  Beba, pelo menos, oito copos (de 235 mL cada) de água diariamente;
  •  Coma mais fibras, em torno de 20 a 35 gramas por dia;
  •  Use supositórios ou laxativos conforme orientado pelo seu médico;
  •  Exercite-se regularmente;
  •  Aplique um creme ou pomada, conforme orientação do médico;
  •  Tome banho de assento. Limpe a área anal em água quente por 10 a 20 minutos, várias vezes ao dia, especialmente após a evacuação. Isso ajuda a aliviar a dor e promover a circulação do sangue.

Cirurgia:

Algumas fissuras podem precisar de cirurgia. As fissuras podem não se curar sozinhas ou poderão se repetir. As cicatrizes ou os espasmos no músculo esfíncter, que fecha e abre o ânus, também podem demorar a curar.

Há várias opções cirúrgicas. A cirurgia mais comum é chamada de esfincterotomia interna lateral. Durante esse procedimento, o médico fará uma pequena incisão e dividirá determinadas fibras do músculo esfíncter. Isso evitará os espasmos musculares que resultam em esforço na evacuação.

Prevenção:

A maioria das fissuras é causada por fezes secas e duras, o que está associado à prisão de ventre. Para evitar a prisão de ventre:

  •  Beba, pelo menos, oito copos (de 235 mL cada) de água diariamente;
  •  Exercite-se diariamente;
  •  Coma alimentos ricos em fibras, como frutas, vegetais, legumes e grãos integrais;
  •  Evite fazer força durante a evacuação.
Dúvidas serão respondidas apenas em nosso FORUM, entre e faça sua pergunta.

 

2 Comentários para “FISSURA ANAL”

  1. JOSE EDMILSON DE MACEDO disse:

    fiz uma cirurgia de hemorroida e frissura anal dia 22/11/2013 ja estou em casa porem quando vou ao toalete doi muito mais depois passa coloquei um espelho para entender como foi feito o trabalho e ver se havia alguma sutura mais realmente não tem sutura alguma mais existe alguns pequenos cortes acho que e por isso que doi tanto gostaria de saber mais sobre a minha recuperação e parabenizar este espaço espero uma resposta a altura abraços edmilson

  2. THIAGO disse:

    OI, EU CHEGUEI A FAZER UMA CIRURGIA AO ANO PASSADO, UM MÊS PRACA COMEÇOU A SANGRAR EM VALTA DO ANUS VARÍOS CORTES. ESTOU PREOCUPADO, OBRIGADO.

Deixe seu Comentário

Faça seu login para comentar clique aqui.