FARMACODERMIA | Alergia a Medicamentos

Alergia a medicamentos

A alergia a drogas/medicamentos compreende um subgrupo da categoria denominada reações adversas a drogas. A maioria das reações adversas não se constitui em resposta de hipersensibilidade, representando efeito colateral, superdosagem, interação de drogas ou outros efeitos relacionados com a dose e com a farmacologia da droga.

As reações de hipersensibilidade envolvem resposta imunológica individual e diferem da intolerância a drogas ou de reações adversas, que são mediadas por processos não imunológicos de fisiologia ou metabolismo.

Várias características clínicas auxiliam na definição de reação de hipersensibilidade. Os sintomas e sinais devem corresponder a possíveis mecanismos de resposta imunológica. Em geral, a reação não ocorre na primeira exposição ao medicamento, pois a memória imunológica específica não costuma existir antes da primeira administração. A reação deve se manifestar após re-exposição à droga.

As reações de hipersensibilidade a drogas são inerentes à resposta imunológica do indivíduo e são classificadas em: Reação de hipersensibilidade do tipo I que são mediadas por IgE ligada a receptores de mastócitos proporcionando uma degranulação e liberação de aminas vasoativas. As drogas que estão envolvidas nesse grupo são as penicilinas, antiinflamatórios, inibidores da enzima conversora de angiotensiva, tendo como sintomatologia urticária, angioedema, broncoespasmo e anafliaxia.

A reação de hipersensibilidade do tipo II também é conhecida como hipersensibilidade citotóxica e pode afetar uma variedade de órgãos e tecidos, é mediada por IgM e IgG que se dirigem contra os antígenos (droga) na superfície das células. Os principais medicamentos são as penicilinas, metildopa, fenitiazínicos, sulfonamidas, quinidina, heparina e meticilina, sendo as manifestações clínicas anemia hemolítica, trombocitopenia (petéquias) e nefrite.

Já a reação do tipo III, é causada por imunocomplexos e as drogas responsáveis por essa clínica são: anti-soro heterólogos, penicilinas, alopurinol, propiltiouracil, manifestando-se com doença do soro e vasculites.

E a reação de hipersensibilidade do tipo IV é desencadeada imunidade mediada por células ou hipersensibilidade tardia, as drogas envolvidas são as penicilinas, sulfa, prometazina, hidroclorotiazida, amiodarona e os anestésicos, eczema e focodermatites integram a clínica dessa reação.

O diagnóstico deve ser realizado o mais rápido possível devido à rápida progressão do quadro e o tratamento está embasado em oxigenioterapia (utilização de o2), corticóide e anti-histamínico, além da orientação ao paciente quanto à importância de não ingerir novamente o medicamento e nem os derivados dele.

Dúvidas serão respondidas apenas em nosso FORUM, entre e faça sua pergunta.

 

1 Comentário para “FARMACODERMIA | Alergia a Medicamentos”

  1. revelino disse:

    Gosto muito de pescar, mais chova ou faça sol, gando estou pescando, meus olhos coçam e incha, e nos braços coça e saim muitas bolinhas seio de agua. ja procurei medicos e nao resolverao… O QUE SERA QUE EU TENHO?

Deixe seu Comentário


4 + = 9