ESQUISTOSSOMOSE – BARRIGA D’ÁGUA | Causas, Ciclo, Sintomas, Tratamento, Prevenção

PACIENTE ASCÍTICO

Esquistossomose é uma infecção causada por helmintos do gênero Schistosoma. Cinco espécies podem infectar o homem: S. mansoni  (único incidente no Brasil), S. japonicum, S. mekongi, S. intercalatum, S. haematobium. Em áreas endêmicas, a infecção geralmente é adquirida na infância. É uma doença de notificação compulsória.

Ciclo: Os ovos do S. mansoni são eliminados pelas fezes do hospedeiro infectado(homem). Na água, eclodem, liberando o miracídio, que infecta o caramujo. Após 4 a 6 semanas, abandonam o caramujo, na forma de cercárias que podem contaminar o homem através da pele. Os caramujos do gênero Biomphalaria constituem os hospedeiros intermediários do S. mansoni.

Sinais e Sintomas: assintomática na maioria das vezes;

1) Fase Aguda: 14 a 84 dias após a exposição- erupção maculopapular pruriginosa (que coçam) no sítio de penetração das cercarias( dermatite cercariana).

2) Fase Aguda Toxêmica: inicia 3 a 4 semanas após a infecção, com febre, mal estar, anorexia ou hiporexia (sensação de diminuição do apetite), tosse seca, sudorese, diarreia, dor abdominal, hepatoesplenomegalia( aumento do fígado e baço), taquicardia (aumento do batimento cardíaco), hipotensão arterial (diminuição da pressão).

3) Fase Crônica: dor abdominal, diarréia alternada com constipação, hepatomegalia ou esplenomegalia (aumento do baço), anemia, desnutrição, ascite (líquido na barriga, barriga “d’água”).

Exames Complementares:

– Hemograma pode encontrar eosinofilia (aumento dos eosinófilos, células que geralmente aumentam nos quadros alérgicos ou parasitários), anemia, trombocitopenia (diminuição das plaquetas);
– Proteinograma ( alterações nas proteínas do sangue como diminuição da albumina e aumento da gamaglobulina);
– Gama GT e fosfatase alcalina( podem estar alteradas);
– Exame parasitológico de fezes ( demonstração de ovos pelo método de Kato- Katz);
– Biópsia retal, intestinal ou hepática (para detecção de ovos);
– Ultrassonografia hepática (auxilia no diagnóstico da fibrose hepática).

Complicações:

Hemorragia digestiva (varizes esofagianas); Insuficiência hepática; Hiperesplenismo; Salmonelose septicêmica prolongada.

Tratamento:

Medicamentos:

Oxamniquina ou praziquantel;

Fase aguda toxêmica: Prednisona (corticoide), reduzindo progressivamente.

Prevenção:

– Tratamento dos portadores assintomáticos;
– Controle dos hospedeiros intermediários;
– Educação em saúde;
– Saneamento básico como rede de esgoto;
– Orientação aos viajantes para áreas endêmicas.

Dúvidas serão respondidas apenas em nosso FORUM, entre e faça sua pergunta.

 

1 Comentário para “ESQUISTOSSOMOSE – BARRIGA D’ÁGUA | Causas, Ciclo, Sintomas, Tratamento, Prevenção”

  1. paulo disse:

    boa tarde.

    Sou leitor acidou desta site, algum tempo venho atravessando um problema familiar. Minha mãe descobriu que tem a esquistossomose, ela tem 65 anos e possui vários sintomas como: estomago enxado, diarreia com um liquido oleoso etc.
    foi varias vezes no instituto do figado e o único tratamento que fizeram foram dissecar as veias(fibrose no figado). Porem não lhe deram nenhum medicamento; estou muito preocupado com ela. Alguém poderia me orientar sobre o tratamento?

Deixe seu Comentário

Faça seu login para comentar clique aqui.