DERMATITE DAS FRALDAS – ASSADURAS | Diagnóstico, Cuidados, Tratamento

Dermatite das fraldas

O que é?

Irritação em áreas cobertas por fraldas, que retêm urina e fezes, ocorrendo amolecimento, vermelhidão e formação de vesículas, alterando o pH e a flora da pele. Ocorrem principalmente em lactentes (crianças < de 2 anos), crianças e idosos.

O grau da doença depende da higiene, podendo ser apenas vermelhidão até elevações da pele com erosão.

 

Ainda será abordado:

– O que contribui para o quadro?
– Quais os principais sinais e sintomas?
– Que doença pode confundir com as assaduras?
– Quais as orientações aos pacientes? Quais medicamentos?
– Tem resolução?

Os fatores de risco:

– Troca não constante das fraldas

– Fraldas descartáveis à prova d’água

– Má lavagem das fraldas

– Tempo quente e úmido

– Dermatite Seborreica

– Dermatite atópica

– Candidíase

Sinais e sintomas:

– Erupção nas nádegas e na pele limitada à região

– As lesões têm brilho e cor vermelha fosca

– Dobras da pele não são acometidas

- Pode haver exsudação, formação de casca e arranhões.

Diagnóstico diferencial:

Dermatite de contato

– Dermatite Seborreica (predomina nas dobras)

– Candidíase (predomina nas dobras)

– Dermatite atópica

– Acrodermatite enteropática

Obs. Geralmente estão associadas à dermatite das fraldas e a Candidíase.

Como cuidar do paciente:

– Exposição das nádegas

– Fraldas impermeáveis não devem ser usadas

– Sobre a fralda não se deve usar calça de plástico

– Sabão ou ácido bórico não devem ser utilizados para a limpeza da área afetada. Esta deve ser limpa com algodão umedecido em óleo mineral

– Loções, talcos, pomadas ou óleos para bebês não são indicados.

Medicamentos usados no tratamento:

– Óxido de zinco em pomada 2 a 3 X ao dia

– Se suspeita de Candidíase ou lesões continuarem após 3 trocas de fraldas, usar cetoconazol, isoconazol, clotrimazol, miconazol ou nistatina creme

– Hidrocortisona a 1%, 8/8h, por poucos dias

– Mupirocina, AC. Fusídico ou gentamicina se infecção bacteriana secundária

– Contra estafilococos usar antibiótico oral.

Como o paciente evolui?

Com tratamento adequado há solução rápida e completa. Pode ocorrer infecção secundária por bactérias ou Candida albicans além de clareamento da pele.

A parte mais importante do tratamento é a realização de higiene local e troca das fraldas com freqüência. Recomenda – se também exposição diária ao sol de toda a área (5 minutos), lembrando sempre de proteger os olhos da criança.

Dúvidas serão respondidas apenas em nosso FORUM, entre e faça sua pergunta.

 

1 Comentário para “DERMATITE DAS FRALDAS – ASSADURAS | Diagnóstico, Cuidados, Tratamento”

  1. NIna disse:

    Pessoal vim aqui rapidinho pra dizer como consegui curar minha filha que já estava com a virilha em carne viva e a bundinha tbm por causa de um antibiótico! E eu já quase morrendo do coraçao, depois de já ter tentado vários rémedios entre nistatinas e outros passados pelo médico, lendo um comentário em um blog, vi que uma mae passou vodol em pó, isso VODOL EM PÓ! Eu tbm estranhei no inicio mas como já tinha tentado tudo e já estava deseperada entao comprei e li a bula, e vi que ele realmente serve pra isso tbm. Entao comecei a usar, e sarei ela usando assim: eu trocava a fralda dela pelo menos 8 vezes ao dia (pra manter sempre sequinha pois o fungo gosta de umidade), na hora de limpar o cocozinho ou o xixi nao use lenço umidecido e sim agua com uma colherinha de bicarbonato de sódio pra acabar com a acidez que é o que prolifera o fungo; depois seca bem com um paninho beeeemmm macio tipo fralda de pano (NAOOO ESFREGUE, só vá encostando e secando), depois que já estiver sequinha se vc puder deixar uns 5 min. pelo menos o bebe deitadinho sem botar nada pra tomar ar é e luz solar é bom, e por ultimo vc passa o vodol em todo o local que fica a fralda mesmo os locais que nao estao com vermelhidao, o que ficar coberto com a fralda vc cobre com o vodol, mas nao pode passar o vodol as 8 vezes, eu passava o vodol 4 vezes e as outras 4 vezes vc passa maisena {NAO PODE PASSAR HIPOGLOS OU POMADAS DO TIPO, POIS PIORA) Intercale vodol e maisena pra manter sempre sequinha, dois dias depois que eu iniciei eu levei ela no medico pra confirmar se nao tinha problema usar o vodol e ele disse que podia usar sim, e em 1 semana consegui sarar o que em 3 meses nao havia conseguido com tudo que é remédio que vc possa imaginar! Até hoje faço manutençao, mais de 1 ano depois quando esse fungo maldito quer começar a aparecer eu taco vodol nele por 2 dias, intercalando com maisena e ele nem chega a passar de pequenas bolinhas e já some! Ah e eu gostei tanto da maisena que nem uso mais hipoglos!rsrsrs Aposentei 6 caixas de hipoglos que tinha em casa, vou até doar! Pq nao tem nada melhor do que maisena para as trocas de fralda! É incrivel, bem que os mais velhos falam que é a melhor coisas e eu nao acreditava! Espero que tenha ajudado e que funcione pra vc tbm! Me senti na obrigaçao de compartilhar essa informaçao que tbm descobri lemdo um comentario em blog pois nao quero ver bebes sofrendo HORRORES por aí a toa sendo que descobri algo que cura, pelo menos a minha filha curou! É minha caridade do dia! bjs mamaes e saude para seus bebes!

Deixe seu Comentário

Faça seu login para comentar clique aqui.