DELIRIUM – CONFUSÃO MENTAL – ESTADO CONFUNSIONAL AGUDO

Confusão mental

Síndrome caracterizada por modificações transitórias do comportamento, do nível de consciência, desorganização do pensamento e distúrbios da concentração e atenção, desencadeada por um ou mais fatores orgânicos, ambientais e ou medicamentos.

O Delirium é o distúrbio psiquiátrico mais comum do idoso, sendo considerado uma emergência na geriatria (área da medicina que cuida dos idosos).

 

 

 

Causas:

há inúmeras causas, como por exemplo:

– Problemas neurológicos ou endócrinos (demência, hipo e hipertireoidismo, hipoglicemia, AVC, traumatismo craniano);

– Infecções

– Efeitos de drogas anticolinérgicos, anticonvulsivantes ou outros depressores do sistema nervoso central como benzodiazepínicos e opiáceos.

– Intoxicação, inclusive por reação adversa a medicamentos;

– Passar mais de 24h sem dormir;

– Síndrome de abstinência de certas drogas ou medicamentos;

– Transtorno psicológico;

Sinais e Sintomas:

O início é geralmente agudo, variando de algumas horas até poucos dias. Geralmente o paciente em delirium apresenta sonolência diurna e agitação noturna, causando prejuízos a seu ciclo saudável de sono. Os principais sintomas são:

– Alterações da consciência e da atenção;

– Déficits cognitivos específicos (desorientação temporoespacial, comprometimento da memória, do pensamento e do juízo);

– Alterações da sensopercepção (distorções ou ilusões visuais, auditivas etc.);

– Perturbações da psicomotricidade (letargia, movimentos desorganizados);

– Distúrbios do comportamento e do humor (apatia, irritabilidade, ansiedade ou euforia)

– Inversão do ciclo de sono-vigília (sonolência de dia, insônia a noite).

Tratamento:

O tratamento de Delirium envolve a correção da causa básica, o tratamento de suporte e sintomáticos.

Autor(a): 

Médico formado pela Faculdade de Medicina de Valença-RJ.

Dúvidas serão respondidas apenas em nosso FORUM, entre e faça sua pergunta.

 

Deixe seu Comentário

You must be logged in to post a comment.